segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Porto-Douro-Piodão

Há algum tempo que não viaja a norte do nosso Portugal, por isso lá fomos há aventura dia 7 com chegada ao Porto e check in no Tryp Centro, muito bem colocado para se conhecer toda a cidade e boa relação preço qualidade, 3 noites com pequeno almoço 42,50 cada.
Como se chegou cedo descemos logo a rua de Santa Catarina até há Ponte D. Luis e fomos até há zona ribeirinha de Gaia.

Passeando por Gaia em dia e tarde bastante apetecível, atravessámos o Douro pelo tabuleiro inferior e subida pela escadaria frontal até à Batalha e dai até ao hotel para um merecido descanso.
Pela manhã um passeio pelos locais mais emblemáticos do Porto entre os quais a estação de São Bento e a Livraria Lello, que apesar de agora ser paga merece a visita.

Após mais umas voltas, regresso ao hotel e vai de um banho para ir jantar que se fazia tarde. :)
Uma agradável surpresa o restaurante Pimenta e Chocolate excelente jantar, excelente espaço e uma das melhores sangrias que bebi ultimamente.

No dia seguinte passeio pela Foz com um calor de mais de 30 graus.

Pela tardardinha uma cervejinha como aperitivo no Monchique Bar onde depois foram degustadas umas francesinhas.
Passeio para digerir até há Ribeira 

 
Segunda de manhã viajem até perto de Ribadouro para uma noite no maravilhoso 
Royal Douro Valey Hotel recentemente inaugurado.
 
Sem palavras 
Valeu cada cêntimo pago, algo que poderei voltar a experimentar, não são muitos os hotéis que me fazem dizer isto. (Pena o incêndio ao longe)
Com muita pena e com desejo de ficar lá fomos a seguir a um excelente pequeno almoço em direcção há Régua apanhar o comboio para o Pocinho onde entrámos no barco para descer o Douro.

 
Não gostei, por culpa própria escolhi o maior percurso e foi uma seca de cerca de 7 horas até chegar novamente há Régua e ainda mais porque viajei num barco sem qualidade e sem condições de uma chamada empresa Rota do Douro, que desde já desaconselho, quando se deveria ter paz e tranquilidade para realmente observar as paisagens, fomos massacrados com musicas de discotecas em altos berros a viagem todo e quando pedi para baixarem a mesma me foi respondido que na próxima traziam concertinas para eu tocar. O Douro não tem culpa de ser servido por gente assim que neste mês de Agosto apenas lhe interessa o dinheiro, querem lá saber da paisagem e do rio.


Noite em casa de um familiar em Vila Real e de manhã ala que se faz tarde, muitos kms até ao Piodão e por serras e montes para curtir Portugal a sério :)
Pelo caminho paragem na praia fluvial da Loriga para um picnic 
:)
Mais uns kilometros entre subidas e descidas,muitas curvas e estradas entretinhas, finalmente Piodão 

Alojamento na Casa da Padaria onde a proprietária Dona Goreti foi inexcedível em tudo o que fez para nos sentirmos em casa.
Jantar num dos restaurantes da aldeia, coloco a foto apenas por ter achado graça há ementa e ao inglês que a mesma tem :) 

Depois de uma noite de descanso, nada melhor a seguir ao pequeno almoço que uma caminhada. 
3,5 km na ida e por caminhos bem difíceis e 2,8 km no regresso, mas valeu a pena
 
Belo banho que tomei depois da caminhada e a água até nem estava fria (estava pior na semana anterior em MilFontes)
Pela tarde após uma excelente chanfana um passeio por outras praias da zona (mas de automóvel). Poço da Broca e esta 
Praia do Picôto na localidade de Avô
E não podíamos deixar de visitar também a famosa Fraga da Pena 
 
No regresso a Piodão e no cimo da Serra não podemos deixar de registar esta curiosidade.

E pronto lá se passou uma semana e estão mais de 300 kms para fazer de regresso a casa.
Em resumo, felizmente já conheci muito por esse mundo, e conheço Portugal de lés a lés, mas continuo a dizer que o nosso Portugal é lindo e maravilhoso e merece ser explorado.
Enviar um comentário