quinta-feira, 5 de maio de 2016

Langkawi (Malasia) Singapura, Krabi (Tailândia) Kuala Lumpur

Saida de Lisboa dia 29 de Fevereiro pelas 16.15 com destino a Langkawi.
Voo Turkish com escala em Istambul até Kuala Lumpur, depois trocar de terminal para o voo da Airasia até ao primeiro destino destas férias.
Apesar das 2 horas de atraso na saída de Lisboa, chegamos a Langkawi à hora marcada. Cerca das 22.30 do dia 1 de Março, à saída do avião já se sentia aquele calor maravilhoso (para quem saiu de Lisboa com cerca de 11 graus), recolhemos as malas e dirigimo-nos ao balcão dos táxis, mesmo na porta de saída do aeroporto, e lá fomos para o Frangipani Resort & Spa.
No dia seguinte após o pequeno almoço bem cedinho, fomos explorar as imediações e ficamos a aproveitar o calor e o sol bem como a água quentinha. E assim se passou o primeiro dia.  No segundo dia estava decidido dar uma volta pela ilha, apanhámos um táxi e fomos até ao teleférico para a SkyBridge. Excelente experiência, vistas maravilhosas, local a visitar sem dúvida.

À saída do parque de estacionamento apanhámos um táxi e fomos para a melhor praia em que estivémos possivelmente em toda viagem “Tanjung Rhu Beach”...simplesmente fantástica. 

Com o calor abrasador que estava o que valeu foram as arvores, almoçámos no ultimo restaurantezinho do lado direito antes da praia e por 3 pessoas pagamos a enorme quantia de 6 euros. Cerca das 17 horas o táxi que nos tinha deixado, voltou para nos levar de volta ao resort.
De manhã bem cedo apanhámos um táxi para ao aeroporto e a viagem foi até Singapura, sem palavras esta cidade deixou-nos mesmo fãs. Entrada no hotel por 1 noite, íamos ficar 2 mas a segunda seria especial. Andámos pela cidade a ver as zonas mais importantes, passeio pelo parque Marina Bay onde visitámos os Gardens by the Bay e a Cloud Forest.




 À noite visita a Chinatown onde jantámos pela módica quantia de cerca de 10 euros. No dia seguinte pela manhã mais uma voltinha e táxi para o Hotel Marina Bay Sands e as palavras são poucas para descrever por isso ficam as fotos.




Após deixar as malas fomos passar o resto do dia na piscina lá bem no alto. À noite mais uma voltinha pelo Garden by the Bay acabando por ir tomar uma bebida ao Super Tree Bar bem no alto de uma daquelas arvores com vista especial para o hotel.

Pela manhã, aeroporto com destino a Krabi, viagem sem qualquer problema e check in no resort e logo diretos à praia. No dia seguinte foi aproveitar a praia.
 No segundo dia havia o passeio de barco ao por do sol com snorkling e visita ás ilhas mais próximas.
 No terceiro dia foi todo o dia em Railay Beach, uma praia maravilhosa.

 Mais um dia de praia e no dia seguinte mais uma viagem de avião bem cedo para Kuala Lumpur.
De Kuala Lumpur pouco há a dizer até porque já muita gente sabe e conhece. No segundo dia visita a Malaca. Para salientar em Kuala Lumpur apenas a tradicional visita ás Torres Gémeas que para mim foram uma desilusão, já estive no Dubai e estas valem bem mais por fora do que por dentro, nada de especial, valeu bem mais a visita ao hotel Traders em frente para uma bebida e aí sim vista maravilhosa das torres. Fomos jantar 2 noites a Bukit Bintang, boa comida e preço maravilhosos. Centros comerciais e mais centros comerciais em Kuala Lumpur, não foi cidade que me deixasse deslumbrado. 
Visitamos também Malaca

No dia seguinte, dia de regresso e as ultimas voltas pela cidade até porque o avião de regresso a Lisboa era bem tarde quase ás 24 horas. Correu sem incidente e chegámos a Lisboa no dia seguinte cerca das 11 da manha. Assim se acabaram mais umas férias, venham as próximas.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Porto-Douro-Piodão

Há algum tempo que não viaja a norte do nosso Portugal, por isso lá fomos há aventura dia 7 com chegada ao Porto e check in no Tryp Centro, muito bem colocado para se conhecer toda a cidade e boa relação preço qualidade, 3 noites com pequeno almoço 42,50 cada.
Como se chegou cedo descemos logo a rua de Santa Catarina até há Ponte D. Luis e fomos até há zona ribeirinha de Gaia.

Passeando por Gaia em dia e tarde bastante apetecível, atravessámos o Douro pelo tabuleiro inferior e subida pela escadaria frontal até à Batalha e dai até ao hotel para um merecido descanso.
Pela manhã um passeio pelos locais mais emblemáticos do Porto entre os quais a estação de São Bento e a Livraria Lello, que apesar de agora ser paga merece a visita.

Após mais umas voltas, regresso ao hotel e vai de um banho para ir jantar que se fazia tarde. :)
Uma agradável surpresa o restaurante Pimenta e Chocolate excelente jantar, excelente espaço e uma das melhores sangrias que bebi ultimamente.

No dia seguinte passeio pela Foz com um calor de mais de 30 graus.

Pela tardardinha uma cervejinha como aperitivo no Monchique Bar onde depois foram degustadas umas francesinhas.
Passeio para digerir até há Ribeira 

 
Segunda de manhã viajem até perto de Ribadouro para uma noite no maravilhoso 
Royal Douro Valey Hotel recentemente inaugurado.
 
Sem palavras 
Valeu cada cêntimo pago, algo que poderei voltar a experimentar, não são muitos os hotéis que me fazem dizer isto. (Pena o incêndio ao longe)
Com muita pena e com desejo de ficar lá fomos a seguir a um excelente pequeno almoço em direcção há Régua apanhar o comboio para o Pocinho onde entrámos no barco para descer o Douro.

 
Não gostei, por culpa própria escolhi o maior percurso e foi uma seca de cerca de 7 horas até chegar novamente há Régua e ainda mais porque viajei num barco sem qualidade e sem condições de uma chamada empresa Rota do Douro, que desde já desaconselho, quando se deveria ter paz e tranquilidade para realmente observar as paisagens, fomos massacrados com musicas de discotecas em altos berros a viagem todo e quando pedi para baixarem a mesma me foi respondido que na próxima traziam concertinas para eu tocar. O Douro não tem culpa de ser servido por gente assim que neste mês de Agosto apenas lhe interessa o dinheiro, querem lá saber da paisagem e do rio.


Noite em casa de um familiar em Vila Real e de manhã ala que se faz tarde, muitos kms até ao Piodão e por serras e montes para curtir Portugal a sério :)
Pelo caminho paragem na praia fluvial da Loriga para um picnic 
:)
Mais uns kilometros entre subidas e descidas,muitas curvas e estradas entretinhas, finalmente Piodão 

Alojamento na Casa da Padaria onde a proprietária Dona Goreti foi inexcedível em tudo o que fez para nos sentirmos em casa.
Jantar num dos restaurantes da aldeia, coloco a foto apenas por ter achado graça há ementa e ao inglês que a mesma tem :) 

Depois de uma noite de descanso, nada melhor a seguir ao pequeno almoço que uma caminhada. 
3,5 km na ida e por caminhos bem difíceis e 2,8 km no regresso, mas valeu a pena
 
Belo banho que tomei depois da caminhada e a água até nem estava fria (estava pior na semana anterior em MilFontes)
Pela tarde após uma excelente chanfana um passeio por outras praias da zona (mas de automóvel). Poço da Broca e esta 
Praia do Picôto na localidade de Avô
E não podíamos deixar de visitar também a famosa Fraga da Pena 
 
No regresso a Piodão e no cimo da Serra não podemos deixar de registar esta curiosidade.

E pronto lá se passou uma semana e estão mais de 300 kms para fazer de regresso a casa.
Em resumo, felizmente já conheci muito por esse mundo, e conheço Portugal de lés a lés, mas continuo a dizer que o nosso Portugal é lindo e maravilhoso e merece ser explorado.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

AIRBNB

Vai viajar?
Todos queremos fazer as nossas viagens pelo melhor preço possível.
Assim pesquisamos e procuramos por todos os lados e hipóteses o melhor preço para nos alojarmos.
Para isso utilizamos o Agoda, o Booking etc para hotéis e até apartamentos.
Temos também esta excelente ferramenta chamada AIRBNB (click para ver) que disponibiliza apartamentos e quartos e até casas inteiras, onde pode entrar em contacto com o proprietário e que lhe dá garantias como qualquer outro e em que lhe será devolvido o dinheiro se algo correr mal. Eu já utilizei várias vezes e estou satisfeito
.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Bahamas its a dream


Aqui fica um resumo de uma viagem/férias que muito valeram a pena J
Saída de Lisboa voo TAP dia 5 pelas 12.30 com escala em Miami e voo para Nassau onde se chegou tendo chegado pelas 21 ao apartamento.
No aeroporto tinha um táxi há espera que foi contratado pela net anteriormente pelo que paguei 40 dolars (os preços aqui são estabelecidos consoante zonas).
Encontrei um apartamento(no Airbnb) fora da cidade e fora da Paradaise Island mas com acesso fácil e a bom preço, uma forma de poupar algum para o que vinha a seguir, os hotéis nas Bahamas são muito caros e principalmente nesta época que é considerada alta. 1 quarto, uma sala, wc e cozinha (o que dava para poupar nas refeições) e internet e o que nunca me tinha acontecido telefone grátis para todo e qualquer sitio.
A praia a 10 minutos a pé, mas passava mesmo na frente um bus (11) que tinha um preço fixo de 1,25 dolars fosse para onde fosse podia dar a volta há ilha.
No dia 6 de autocarro até ao centro de Nassau, que se resume a uma rua principal cheia de lojas e bares onde circulam milhares de pessoas diariamente principalmente dos cruzeiros, chegaram a estar 6 ancorados. Tem outras ruas claro mas pouco têm que ver, aliás pode-se dizer que além de praia pouco mais há para fazer nas Bahamas.
Dia 7 de autocarro (11) até á Cable Beach uma das melhores praias e foi mesmo só praia.
Dia 8 umas compras e depois praia á saída de Nassau onde o pessoal dos cruzeiros vai no pouco tempo que ali para. ( 3 Kalik J ).
Dia 9 fomos visitar a Paradaise Island onde o Atlantis sobressai, uma marina cheia de iates enormes e muitas lojas e mais uma vez praia Cabbage Beach, um extenso areal e agua de um azul maravilhoso.
Dia 10 mais uma vez até ao centro de Nassau, mais umas horas de praia e depois umas ultimas compras e jantar no Senor Frog.


Dia 11 saída de Nassau para a ilha de Staniel Cay num pequeno bimotor, onde aterrámos cerca das 9 horas da manhã e deixámos as malas na recepção do Staniel Cay Yatch Club e praia logo ali ao lado esperando que nos chamassem para entrar na nossa casa.



Aqui vou fazer um resumo geral sem datas, estivemos de 11 a 16.
Tudo incluído a comida era muito boa e variada, com excelente ementa e pratos variados, eu comi lagosta 3 vezes ao jantar J
Tem uma pequena praia mesmo junto do resort, que é suficiente para uns bons banhos mas aconselho a Pirate Beach é mesmo fantástica.
De barco em cerca de 5 minutos estamos na gruta onde foi rodado parte do filme do 007 o Tunderball onde se pode fazer excelente snorkling e ver peixes de cores fantásticas, será melhor ir na maré vazia pois entramos na gruta facilmente.



De barco em cerca de 15 minutos estamos na Pig Beach onde podemos ver e estar com os porcos que se aproximam dos barco logo que os avistam, esperando que se lhes dê algo para comer.



Todas as tardes a manhãs o pessoal vinha da pesca para o restaurante e arranjavam o peixe na marina e era ver as raias e os tubarões a deliciarem-se com os restos (nadei e mergulhei com eles)

Tínhamos incluído prancha, caiaque, bicicleta e barco a motor. Alugamos o veiculo mais utilizado na ilha o tipo carrinho dos campos de golf e em menos de 2 horas demos a volta há ilha.




Regresso a Nassau dia 16 de bimotor e depois voo para Miami.

De Miami pouco digo porque muitos já conhecem, fiquei bem localizado a 3 minutos da Lincoln Road e a 10 minutos da praia.
Dia praia e noite passeio pela mesma rua e pela Ocean Drive ou Collins.
Um dia até há baixa de Miami e ao Bayside Market.


Para terminar na ultima noite uma visita ao Tropical Mangos Bar, ambiente fantástico muita música e dança animado por mulher cheia de calor J ou seja com pouca roupa.
Sol, muito sol e bons banhos numa água de cores maravilhosas, de um azul indescritível, 15 dias fantásticos.
Dia 19 ás 19.30 hora do voo para Lisboa onde se chegou dia 20 pelas 07.30.
Venha a próxima que já está a ser planeada J